Vereadores evangélicos querem mudar o trajeto da 21ª Parada do Orgulho LGBT de Belo Horizonte, que será celebrada neste próximo domingo (08), por causa de templos religiosos.
O vereador Elvis Côrtes (PHS) pretendia acionar a Prefeitura, segundo o jornal Estado de Minas, Na Praça Raul Soares, onde a marcha se encerra, fica a Primeira Igreja Batista e, segundo Elvis, o local seria afetado por causa da aglomeração de pessoas da parada.

“Pretendo ir á Prefeitura ainda hoje para solicitar urgência na alteração do trajeto”, disse Côrtes à reportagem na quinta-feira (05). Ele tem apoio de outros vereadores evangélicos, como Fernando Borja (Avante) e Jair di Gregório (PP).

O valor do repasse da Prefeitura para a Parada LGBT deste ano, que passou de R$ 100 mil para R$ 120 mil, também foi questionado por Jair di Gregório. “Poderia ser melhor empregado”, afirmou.

São esperadas 80 mil pessoas na parada que tem concentração na Praça da Estação a partir das 11h, com shows e performances. O percurso segue pela Avenida Amazonas até à Praça 7 e continua depois até a Raul Soares, no início da noite.

Texto Marcus V. Xavier – Redator chefe 

Facebook

Instagram

Facebook Comments