-PUBLICIDADE-

recebeu alta nesta semana a travesti Cibelly do Pará, vítima de transfobia durante o Carnaval de Belo Horizonte, onde foi brutalmente espancada por um grupo de sete homens.

Internada desde o dia do ataque, 22 de fevereiro, Cibelly recebeu alta no último sábado (6). A vítima acabou ficando tetraplégica, perdendo movimentos de parte do corpo e tendo a fala comprometida. A moça ainda teve afundamento do crânio.

Na tentativa de ajudar Cibelly a se recuperar do trauma, o movimento Lute com Ele lançou nesta segunda-feira (8), uma vaquinha virtual para arrecadar doações. A meta é alcançar 25 mil reais.

“Como profissional do sexo, Cibelly também não tinha uma renda fixa, garantias constitucionais para continuar se mantendo diante dessa covardia. Se você pode contribuir para que ela continue vivendo nesta nova e terrível fase de sua vida, faça. Pequenos gestos podem fazer a diferença”, diz a publicação do movimento.

“Ela está praticamente 24 horas no hospital. O pai [Douglas de Souza] já solicitou aos médicos a transferência para cuidar dela em Belém. Ela teve a metade do crânio arrancado, mas que foi restaurado após cirurgia. Ela ficou em coma e foi diagnosticada com tetraplegia”, explicou o ativista Robhério Limma ao Diário Online.

Para os interessados em ajudar as doações podem ser feita através da vaquinha online ou transferência bancária para a conta do pai de Cibelly. Seguem os dados abaixo:

Doe pela Vaquinha Online vaka.me/1085843

Banco: CEF
Conta poupança: 001371960
Agência: 0090
CPF 430.737.002-34
Douglas Santos de Souza (Pai)

Mais informações no instagram Instagram.com/robheriolimmaoficial ou Instagram.com/movimentolutecomoele

Diz aí, o que achou?

-PUBLICIDADE-