-PUBLICIDADE-

Depois de mais de dez anos se dedicando ao exercício do sacerdócio, o padre Giuliano Costalunga abandonou a batina para se casar com seu marido, Paolo Scala.

O casal se conheceu quando o padre visitou um hospital na cidade de Selva di Progno e Piazza, na Itália. Na ocasião, Giuliano convidou Paolo para ajudá-lo nos afazeres de sua paróquia.
O trabalho em conjunto, fez com que os dois acabassem se envolvendo e se apaixonando:  “Assim que percebi que o amava, deixei a paróquia, comecei a morar com ele e, embora não tivesse paróquia fixa, ainda era padre e celebrava missas quando me chamavam”, contou Costalunga à imprensa.

Em abril deste ano, os noivos acabaram se casando em uma união que chamou atenção da mídia italiana.

“Deixei o ministério sacerdotal com dor, porque acredito que um homem que acredita em Deus e ama Jesus pode ser um bom sacerdote. Mas é claro que a Igreja Católica não permite, então, para mim, não foi possível continuar”, lamentou Giuliano.

O casal se mudou para as Ilhas Canárias, na Espanha para viver em uma região onde casais homoafetivos são mais respeitados.

Texto Marcus V. Xavier – Redator Chefe 

Facebook 

Instagram

Diz aí, o que achou?

-PUBLICIDADE-