-PUBLICIDADE-

O Dia Mundial do Orgulho LGBT será comemorado, nesta quinta-feira 28, em BH, com uma ação inédita.

Pela primeira vez, o Mineirão, estádio que é um dos símbolos da capital mineira e um dos maiores templos do futebol brasileiro, será palco de casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

Produzido pela In Par Cerimonial, especializada em uniões de gays e lésbicas, o evento tem apoio da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania e de órgãos como a Defensoria Pública e a Ordem dos Advogados do Brasil – OAB Minas Gerais, além claro da administração do Mineirão.

Ao todo, três casais irão se unir no gramado do estádio – um formado por dois homens cis, outro por duas mulheres cis e um terceiro por um homem trans e uma mulher cis. No início, seis casais se inscreveram, mas metade não conseguiu providenciar a documentação no tempo determinado.

“O Mineirão abraçando a gente, começa-se a perceber que cada vez mais há aceitação”, disse, ao Guia Gay BH, uma das noivas, Karine Bauer, que se unirá a Pâmela Flávia Campos.

“Eu mesma cresci vendo meu pai, meus tios jogando futebol e eles sempre falaram que futebol é coisa de homem, que campo não é lugar de mulher. O público feminino vem tomando conta do Mineirão e pra gente é um sonho ver o estádio abraçar homossexuais sem nenhum tipo de preconceito.”

Karine ressalta que sua união não é para provar nada, mas para realizar um sonho. “Nós só queremos ser felizes e nada mais”, diz. Ela e Pâmela, que moram no Santa Amélia, comemoraram cinco anos juntas no último dia 1º.

Outro noivo, Wagner Macedo, também falou da importância da cerimônia. “É um grande passo para nós e para o orgulho gay, casar em uma cidade de costumes tão conservadores. É uma vitória para nós. O coração está a mil”, contou. Moradores de Santa Luzia, Wagner e Cleber Rodrigues estão juntos há sete anos.

Em 2017, também no Dia do Orgulho LGBT, o Mineirão foi o primeiro estádio do País a se iluminar com as cores do arco-íris para celebrar a data.

Outro marco foi este mês quando o estádio abriu as portas para um time LGBT, o Bharbixas, que realizou ali a comemoração de um ano da equipe.

Diz aí, o que achou?

-PUBLICIDADE-