-PUBLICIDADE-

Duas lésbicas foram covardemente espancadas por um grupo de seis homens no Quiosque Burgman, em Santos, litoral de São Paulo.

Tudo aconteceu quando as meninas, Carolina e Júlia estavam sentadas em um banco do Quiosque e um grupo de rapazes se aproximaram assediando-as e ao mesmo tempo, xingando as garotas.

No momento em que as duas se viraram para ver o que estava acontecendo e verificar de onde vinham as ofensas e os assédios, foram surpreendidas pelos rapazes que se aproximavam. Foi aí que uma delas pegou um canivete que tinha, mas não adiantou muito, afinal de contas, eles estavam em um grupo de seis homens.

Pouco tempo depois, entre chutes, socos e pontapés, as meninas já estavam no chão e o pior de tudo, sem que ninguém fizessem nada para ajudar o casal.

Vale ressaltar que uma das funcionárias do Quiosque Burgman, em uma suposta atitude de “defesa” da vítima, empurrou de maneira grosseira uma das meninas no jardim e ainda disse: “Tu tá metendo o louco??”, agindo como se a culpa fosse delas.

Como se já não bastassem as agressões, as vítimas ainda tiveram seus pertences roubados pelo grupo de homens.

O mais revoltante é que alguns clientes chegaram a filmar o ocorrido mas nenhum deles tiveram coragem de reagir e defender as meninas.

E isso não foi tudo. Ao ir registrar o boletim de ocorrência na delegacia, segundo a denúncia, o delegado Marcelo Gonçalves da Silva, teria feito pouco caso do casal e ainda  se recusado a fazer o registro da agressão.

Ao divulgar o ocorrido, em suas redes sociais, as meninas ficaram sabendo que o grupo de homens que as agrediram, tem o costume de frequentar o tal Quiosque Burgman. Agora elas pretendem registrar o crime e ir atrás para identificar os agressores junto com as outras vítimas do grupo.

Se tiver como ajudar, você pode entrar em contato com uma das garotas pelo instagram: @bueiros.

Texto Marcus V. Xavier – Redator Chefe 

Facebook 

Instagram

Diz aí, o que achou?

-PUBLICIDADE-