O casal no altar – Arquivo pessoal / Fotógrafo: Igor Rafael
-PUBLICIDADE-

Como já dizia os versos da canção dos Tribalistas: “Ao virar a esquina, atrás de uma cortina, me perder no escuro com você…”, foi exatamente assim, ao virar a esquina, de uma rua qualquer, que Henrique Guzella e Tiago Ribeiro se viram pela primeira vez.

Assim como uma obra do destino, os meninos que seguiam caminhos diferentes, enquanto um ia para a faculdade, o outro voltava da academia, acabaram se esbarrando e o encanto aconteceu.  “Trocamos olhares e números de Whatsapp e depois de um tempo, começamos a manter contato.”, lembra o casal.

Mas o primeiro encontro ocorreu mesmo, quando os meninos foram juntos ao Bloco Pirraça. Lá em meio aos trios elétricos, no camarote da festa, o tão esperado primeiro beijo rolou e uma simples e singela frase, dita pelo Tiago, marcou pra sempre a vida desse casal. “Você vai ser meu primeiro e meu último beijo dessa noite”, lembra.

Depois desse dia, muita coisa aconteceu, foram inúmeras viagens e programas de casal, mas sempre um investindo no outro e se conquistando mutuamente.

A idealização do casamento, começou logo após o pedido feito pelo Tiago, durante uma queima de fogos, no Reveillon de 2015 para 2016, na praia do Forte em Cabo Frio.

Vale ressaltar que Tiago sempre teve o sonho de se casar, já Henrique não pensava nisso, mas com o passar do tempo e com a união cada vez maior entre eles, o sonho que a princípio era apenas de um se tornou um sonho do casal.

De lá pra cá, se passaram 2 anos de muita economia, companheirismo, fortalecimento dessa bela relação e dos laços familiares.

E por falar em laços familiares, um momento difícil que muitos casais homossexuais passam é o de comunicar a família sobre a decisão de se casar. Em entrevista, os meninos lembraram que houve uma certa resistência das famílias que foram aceitando aos poucos a situação.

O noivo Henrique Guzella se preparando para a cerimônia – Arquivo pessoal / Fotógrafo: Igor Rafael

“Minha mãe sempre foi a mais resistente em relação não só ao casamento, mas ao fato de eu ser homossexual. Porém, com muita perseverança, paciência e diálogo ela aceitou a relação e hoje em dia respeita ambos.”, disse Henrique, que contou com a ajuda da família para convencer a mãe.

O noivo Tiago Ribeiro se preparando para a cerimônia – Arquivo pessoal / Fotógrafo: Igor Rafael

Já para Tiago, a relação com a mãe foi mais tranquila, “A conversa com minha mãe foi uma das cenas mais bonitas que tive em minha vida, pois trocamos juras de amor e muita confidências.” Lembra.

Por outro lado, com o seu pai, por ser um senhor mais fechado e conservador, a conversa foi um pouco mais pesada, mas no final acabou aceitando.

Com o passar dos meses, e o aumento da ansiedade, os preparativos para a cerimônia foram ficando cada vez mais intensos, desde a escolha do Cerimonial, passando pelo buffet, as alianças e até mesmo a decisão de quantos e quais seriam os padrinhos. “A escolha dos padrinhos foi um momento especial, pois chamamos àqueles que fizeram e fazem parte de nossas vidas e principalmente, da nossa história.”, contou Henrique.

E depois de 3 anos e 9 meses de união, finalmente o grande dia chegou. No último dia 11 de agosto de 2018,  Henrique e Tiago deram mais um passo importante em suas vidas. Entre lágrimas, sorrisos e juras de amor, o casal subiu ao altar ao som de “All Of Me” e trocaram as alianças em um dia repleto de muita emoção.

A entrada dos noivos – Arquivo pessoal / Fotógrafo: Igor Rafael

Ahh e lembra daquela frase dita no primeiro encontro? Pois bem, em um dos momentos mais emocionantes do casamento, ela foi declamada novamente, mas com um pequeno detalhe: “Você vai ser meu primeiro e o meu último beijo dessa nova vida”, conta Tiago.

O brinde ao final da Cerimônia – Arquivo pessoal / Fotógrafo: Igor Rafael

“Foi um turbilhão de emoções: satisfação, orgulho de nós mesmos, felicidade, sensação de “dever cumprido”, além da emoção de termos nossos amigos e familiares mais queridos presentes e celebrando conosco; é indescritível.”, lembra o casal.

Agora com quase um mês de casados, o casal admite que a ficha está caindo aos poucos. “A vida mudou bastante, pois as rotinas mudaram. O casamento veio para fortificar ainda mais nossa relação e as relações sociais que temos, dividir responsabilidades e até melhorar nossa convivência.”, disseram.

Sobre o futuro, os meninos explicaram: “Fazemos muitos planos pro futuro, mas vivemos da expectativa de cada acontecimento. Isso que move nossas vidas e nos dá a esperança de viver pra realizarmos.”, concluíram.

Este foi apenas o primeiro capítulo da vida desse belo casal, agora é aguardar as cenas dos próximos capítulos.

Texto Marcus V. Xavier – Redator Chefe 

Facebook

Instagram

 

 

Diz aí, o que achou?

-PUBLICIDADE-