-PUBLICIDADE-

Três ativistas LGBTs foram atacados e mortos na cidade de Guerrero, no México, os amigos, Roberto Vega, Carlos Uriel Lopez e Ruben Estrada, tiveram seus corpos encontrados pela polícia.

Conforme foi noticiado pelo Washington Blade, os três jovens voltavam de uma balada no último domingo (17) quando foram abordados por um grupo de homens primeiramente pedindo por dinheiro.
O trio se recusou a dar qualquer quantia e seguiu em frente, mas acabaram sendo perseguidos, derrubados e colocados dentro de uma van.
Foi então que perceberam que se tratava não apenas de um grupo de homens, mas sim, de uma gangue.

Os três acabaram sendo mortos com tiros na cabeça, e morreram no local. Segundo as investigações que ainda ocorre, eles também foram torturados antes de serem assassinados.

Vale ressaltar que Roberto, Carlos e Ruben eram conhecidos entre a comunidade LGBT local por serem ativistas bastante empenhados na causa. Ruben inclusive, que namorava o Carlos, foi um dos responsáveis pela organização da Parada LGBT da cidade.

Uma das líderes do grupo LGBT Diversidade Guerrero, Gaby Soberanis, afirmou a imprensa: “Estamos profundamente tristes. Eles eram jovens, tinham todo um futuro a frente. Todo movimento LGBT local está triste e em luto.”

Texto Marcus V. Xavier – Redator chefe

Diz aí, o que achou?

-PUBLICIDADE-