-PUBLICIDADE-

Conhecida na noite LGBT de Belo Horizonte, a cantora e empresária, Gisele Andrade chega aos 50 anos com muita história pra contar e sonhos realizados.

Nascida na cidade de Santa Maria de Itabira, a empresária que começou a cantar na adolescência disse em recente entrevista, que sempre gostou de cantar assim como seu pai. “Sempre gostei muito de música, promovia muitas festas, lá na minha cidade”, conta.

Aos 21 anos, Gisele mudou-se para a cidade Belo Horizonte, onde trabalhou durante um certo período como telefonista de um banco.

Mas a música que sempre foi sua paixão, nunca foi deixada de lado, e cantora conciliava as duas profissões.  “Eu cantava nos bares, ganhava meu dinheirinho e sobrevivia”, lembra.

E dessa forma, cantando nos bares GLS de Belo Horizonte, Gisele começou a ficar conhecida no meio e com o tempo e o incentivo das pessoas que a viam cantar, ela acabou abrindo o seu próprio bar que recebeu o nome de “Gis”.

O primeiro bar Gis, foi aberto no bairro Floresta, no início dos anos 2000, onde com a ajuda de amigos, o sonho começou a se concretizar.

O sucesso foi tanto, que o espaço começou a ficar pequeno devido a grande demanda do público e Gisele se viu obrigada a mudar para um espaço maior.

“Passando com amigas pela Avenida Barbacena, vi esse galpão, sem estrutura nenhuma e falei: ‘Vai ser aqui'”, lembra.

Com o passar dos anos, a casa noturna do Barro Preto se tornou um grande sucesso de público, fazendo com que em 2012 a cantora e empresária, conseguisse sair do aluguel, comprar o próprio terreno, e fazer uma grande reforma no local, se tornando na “Gis +” que conhecemos hoje.

Além disso, ela abriu também o Liberty Hall, que é um bar voltado para o público feminino e uma casa de eventos em sua cidade natal, chama de “Gis Eventos”, onde é alugada para a realização de festas e casamentos sendo administrada por sua irmã.

Aos 50 anos, Gisele Andrade olha para trás e ver com orgulho toda a sua trajetória de conquistas e analisa que as noites LGBT de BH não são mais as mesmas.

“Acho que o público gay se desviou para lugares alternativos. Hoje não precisa mais ir a uma boate para paquerar. Isso se faz em qualquer lugar”, disse.

A comemoração dos 50 anos da cantora acontece hoje na Liberty Hall às 22h com entrada a R$ 75,00. O evento será open bar e open petiscos.

Texto Marcus V. Xavier – Redator Chefe 

Facebook

Instagram

Diz aí, o que achou?

-PUBLICIDADE-