-PUBLICIDADE-

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos Damares Alves anunciou Augustín Fernandez dentro do ministério, nesta terça-feira (19). O maquiador deve colaborar com uma campanha de combate à violência contra a mulher.

“Com sua sabedoria e estratégia, iremos desenvolver políticas de qualidade para capacitação profissional das vítimas.”, declarou Damares em seu perfil no Twitter.

Gay, Fernandez se tornou alvo da comunidade LGBT após apoiar o presidente Jair Bolsonaro durante as últimas eleições.

Internautas demonstram ser contra a ministra ter chamado o maquiador para fazer parte da campanha. Isso porque, Augustín não tem o ”direito” de opinar em relação ao assunto por não ser mulher.

Bruno Oliveira – Redator Chefe

Diz aí, o que achou?

-PUBLICIDADE-