-PUBLICIDADE-

O modelo Laith Ashley, de 28 anos, acaba de se tornar o primeiro homem transgênero a integrar o elenco do reality RuPaul’s Drag Race.

Ele deve aparecer como um dos assistentes de palco que participam juntamente com as Drag Queens competidoras, dos muitos desafios propostos pela RuPaul durante o programa.

O rapaz apareceu pela primeira vez no último episódio da décima temporada do reality, em uma mini-challenge em que as queens tiveram que jogar o jogo Pants Down Bottoms Up.

Não se sabe ainda com total certeza, mas especula-se que a própria RuPaul, tenha tido a iniciativa de integrar o modelo ao elenco do programa após a repercussão negativa que rolou alguns meses atrás, quando afirmou em uma entrevista que pessoas trans não poderiam competir no seu reality. Segundo ela, isso seria visto como uma “desvantagem” aos participantes homens cisgêneros que se desafiam na arte da montação tendo que parecer o mais feminino possível, dentre outros muitos atritutos e talentos necessários que compõe a arte de ser uma drag, é claro.
Na época, RuPaul chegou a pedir desculpas pela afirmação e reconheceu que deveria rever seus conceitos, e que como todos nós, está aprendendo.

Procurado pelo Huffington Post, Laith afirmou: “Quero mostrar a todos que sim, sou um homem trans, mas sou mais do que isso. O mesmo vale para todas as pessoas trans.”

E continuou a falar sobre a realidade dos transgêneros e a confusão que nós cisgêneros muitas vezes fazemos:

“A transição de cada pessoa trans é algo muito particular. Sua própria história, jornada, identidade, transformações ou não do corpo. Não necessariamente uma pessoa trans rejeita seu próprio corpo, órgãos ou sente que nasceu errado. Isso, é claro, não invalida quem passou por uma história diferente.”

Nas redes sociais, o modelo já faz o maior sucesso, já são mais de 192 mil seguidores.

Texto Marcus V. Xavier – Redator chefe
Facebook
Instragram

Diz aí, o que achou?

-PUBLICIDADE-