A
abafa o bofe – (PE) expressão usada quando um bofe do bem ou um bofe escândalo deve ou merece ser aqüendado.
abafa o caso – expressão usada quando alguém não está a fim ou não está mais podendo ouvir determinada conversa ou comentário; usa-se ainda quando alguém, por algum motivo, não quer que o assunto seja levado adiante.
abalar – fazer algo bem feito.
abduzida – pessoa cega de paixão ou que mitifica outra.
abilolado – (PE) louco no sentido psiquiátrico; abestalhado.
acaisse (PA) – para dizer que tal coisa ou pessoa esta no mesmo lugar (aqui). Ex.: Cadê o meu brinco? Ele está acaisse, e só você ainda não viu!
alaisse (PA) – para indicar onde alguém está. Ex: Cadê a Danna? Ela está alaisse!
lasanha (com s mesmo) (MG) – vagina.
adé – (do bajubá) homossexual masculino; bicha.
adé fontó – (do bajubá) bicha enrustida.
afofi – variante de ofofi.
áfrica – (SP) cansativo, chato, difícil; exemplo: isso está ficando tão áfrica…
agasalhar – ato de envolver um pênis com o ânus e o ret.o
ai meu edi – expressão que significa ai mei cu! ou ai que saco! ver a expressão tô loca do meu edi.
ajé – (do bajubá) ruim, péssimo.
ajeum – (do bajubá) comida, rango, gororoba, ebó.
aleijo – 1 porcaria; de má qualidade; 2 situação embaraçosa, delicada ou conflitante; 3 coisa que não deu certo.
alfacinha – (Portugal) lisboeta.
alibã – (do bajubá) 1 policial; polícia; 2 (RJ) significa também o carro patrulha Santana; Ex.: “se for o camburão, chama-se tia Cleide”.
alibete – (do bajubá) roubo; elza.
alice – bicha que vive num mundo de fantasias.
alma – (PE) pessoa.
alma sebosa – (PE) pessoa chata e escrota; pessoa do além; malassombrada.
almôndega – (do início dos anos 90) aglomeração de pessoas nas pistas dos clubes com a finalidade de se esfregarem umas nas outras.
amadê – (do bajubá) menino jovem.
amapô – (do bajubá) variante de amapo.a
amapoa de bajé – (do bajubá) mulher menstruada.
amapoa de canudo – (do bajubá) (RJ) travesti não operada; que tem pênis, mas jura que é amapoa
amapoa – (do bajubá) 1 vagina; órgão sexual feminino; 2 termo usado para designar mulher [variantes: amapô, mapô]
amyga: amiga gay.
ana cláudia – mulher que adora andar grudada com os gays
andrógino – pessoa que tem características de homem e de mulher ou traços marcantes do sexo oposto ao seu; quando o andrógino é muito esquisito, chama-se também metade sereia, metade tubarão
anel de couro – (CE) ânus; edi; rosca
ânus – cu; edi, rosca; durante a inquisição, a igreja chamava o furico de vaso traseiro ou parte prepóstera
angélica – (RJ) o mesmo que táxi; ir de angélica significa ‘ir de táxi’
apagar a vela – fazer sexo anal; introdução do pênis no ânus
aparta que é briga – expressão utilizada para designar duas possibilidades: 1 gays em pleno amasso e começando a extrapolar; 2 Cuidado! Gente hétero, sem graça e que não entende do babado no pedaço…
apatá – (do bajubá) sapato; calçado.
apodrecer – falar mal de algo ou alguém.
aqué (aqüé) – (do bajubá) dinheiro.
aquendar (aqüendar) – (do bajubá) 1 chamar para prestar atenção; 2 fazer alguma função.
aquesh (aqüesh) – (do bajuba ‘aqüé’ + do inglês ‘cash’) o mesmo que aqué, dinheiro em papel-moeda.
aquest (aqüest) – o mesmo que aqüé.
aquiri (aqüiri) – (do bajubá) (CE) bofe.
aranha – o mesmo que vagina; a expressão botar as aranhas para brigar significa a relação sexual entre mulheres.
arara – (SP) 1 bicha chata e de voz estridente; 2 clubbers com cabelos multicoloridos.
arrasar – fazer algo bem-feito ou com graça.
arrombada – aquela que tem vagina ou ânus alargado por excesso de uso.
asilada – (CE) louca; bicha bem doida ou que está nervosa.
atender – ato de envolver-se ou comprometer-se sexualmente com alguém; exemplo: vou atender fulano.
atendimento – fazer sexo; se for “o” atendimento” significa o sujeito com quem se vai ter relações sexuais.
aubardi (Recife) – diz-se de algo que não tem valor cultural; chulo; fora do
contexto de ética, de sabedoria; alguém de pouco conhecimento ou que procura as mesmices de sempre.
avoa – interjeição empregada quando alguém ou uma idéia desagradável chega perto; também é usada quando alguém se aproxima na hora errada, geralmente de uma mona aquendando um bofe: Avoa, bicha!
azarar – paquerar; flertar; dar em cima de alguém.
azuelar – (CE) comer o bofe; ser a ativa.

B
babadeira (PA) – bicha barraqueira que gosta de dar escândalo.
babado – 1 acontecimento qualquer, podendo tanto ser bom como mau; 2 basfond; 3 caso amoroso e/ou sexual
baba-ovo – puxa-saco
badalhoca – (CE) pedaços mais ou menos pequenos de fezes que ressecam e ficam presos aos pêlos do ânus
bagaceira – lugar ou coisa podre; lama
baitola – (pejorativo) (CE) gay; homossexual masculino; boiola
baitolagem – (pejorativo) (CE) viadagem
baixar vovó – o mesmo que boquete
bajé – (do bajubá) sangue
bajubá – baseada nas línguas africanas empregadas pelo candomblé, é a linguagem praticada inicialmente pelos travestis e posteriormente estendida a todo universo gay [variante: pajubá]
balaco – forma abreviada de balacobaco
balacobaco – festa; agito; evento; reunião
baleia encalhada – bicha gorda e preguiçosa que só come, dorme e emite ruídos ininteligíveis
bamerindus – “gente que faz”. Ocó ou mapó que atendem, mas não se consideram homo nem bi se dizem heteros.
bandeira – pinta; dar bandeira significa ‘deixar perceber’
bandeiroso- indivíduo ou comportamento que sinaliza homossexualidade
banheirón – banheiro festivo com diversas finalidades, entre elas o uso de drogas, conversas e sexo; banheiro com função ou pegação
baranga – lugar, coisa ou pessoa bagaceira; de 5ª categoria; cafona; brega: quando aplicado a pessoas, inclua-se também o significado de loira.
barbie – homossexual de corpo inflado, adepto da musculação e das bombas
barroca – ( PA) mulher velha
baseado – cigarro feito de maconha
bas-fond – 1 lugar do babado; 2 caso amoroso e/ou sexual; 3 sinônimo de briga, ‘dar barraco’. Consultar ‘dar piti’
bater um bolo- (SP/RJ) masturbação entre gays
bater bolacha – ato sexual entre lésbicas
baticum – festa com música e dança; balacobaco
beck – maconha ou cigarro feito desse produto
beiça – os grandes lábios da vagina
beiço – 1 pose; carão; 2 bico; 3 enfado
beleléu – (RJ) bicha maluca, varrida da idéia; colori
beliscar azulejo – estar com atraso sexual, com a gala seca
bem – termo invariável usado como adjetivo: bom; exemplo: elas são bem
bem doida – 1 bastante enlouquecida; 2 (interjeição) usa-se quando alguém propõe ou faz algo errado ou inconcebível
benga – pênis; pau; caralho
bereré – (do bajubá) lixo, resto, sobra; oco bereré é homem feio
besouro – diz-se daquele que gosta de ser ativo numa relação anal
bestial – (Portugal) bacana; animal
bet – (pronuncia-se betty) abreviação de bicha extraterrestre, ou seja, bichas montadas em modelão futurista
betty faria – expressão usada quando alguém é bonito e gostoso e que incita o desejo sexual; débora kerr
BF – (SP/RJ) abreviação para bicha fina
bi – forma abreviada e carinhosa para bicha
bia – ponta de cigarro ou de baseado. 2 – bicha de idade avançada.
biba – (familiar) gay, homossexual, bicha
bibíssima: dito de uma bicha extremamente bicha. Também usado para tudo que se relacione a tal idéia. Ex.: (A bicha chega a um local com o seu novíssimo celular prateado. Então ouve o pessoal declamar:) “Bibíssima esse seu celular!”
bibita – pênis pequeno
bichuçu (Recife)- homossexual de classe popular e com jeitos de bofão.
bill – bicha; gay; viada; bicha qualquer ou uma bicha amiga.
bu (Curitiba, PR) – abreviatura de boate. Ex.: “Vamos na bu hoje à noite?” buçanha – vagina; xana; buceta; xavasca; perereca; aranha; piriquita; xoxota; xota.
bicha – homossexual masculino; gay; homem efeminado
bicha-bofe – homossexual não efeminado, mas nem sempre ativo
bicha-boy – bicha-bofe novinha
bicha-cadela – homossexual libidinoso, que transa muito e com muitos parceiros; lacraia
bicha-carteirão – bicha amiga, colega e variante da bicha-mocassim, que usa o carteirão embaixo do braço
bicha de antiquário- gay que só faz compras em brechós
bicha de blair – (SP) bicha que usa o bajubá todo errado; por exemplo, quando a bicha exclama: Aqui tá tudo babado!
bicha de moema – (SP) bicha mauricinha de fora do meio que adora uma camisa xadrez e um celular na cintura
bicha-envelope – bicha sempre enrustida que usa as calças (semi-bag ou de pregas) pela altura do peito, muitas vezes acompanhada de camisa xadrez por dentro; bicha centro-peito
bicha fina – (RJ/SP) homossexual com jeito ou pretensão de refinamento
bicha-louca – bicha bem atacada, cheia de ademanes, de afetação
bicha-louquice – ação ou modos da bicha-louca
bicha-macha – bicha com pose de macho; monocó; bicha-bofe
bicha-mauricinha – bicha rica ou metida a rica e de gosto duvidoso
bicha-mocassim – bicha muito cafona que usa sapatos mocassins com franjas, deixando aparente o peito do pé envolto por meia soquete branca; em geral, a bicha-mocassim é também bicha-envelope
bicha pão com ovo – refere-se aquela bicha de moral baixa, sem escrúpulos, dignidade e de caráter duvidoso. Ex.: Aquela pão com ovo, não se enxerga? Fica dando em cima do meu namorado!
bicha profunda – bicha tipo lésbica, que adora um papo-cabeça
bicha quá, quá, quá (Recife)- 1.homossexual sem valor ético, moral; 2. bicha que não tem classe e não sabe se comportar nos locais públicos.
bicha wallpaper – um tipo de bicha-fina, que usa revistas gringas (Wallpaper, ID, The Face) como manual para a vida. Extremamente narcisista, pode ser arquiteta, fotógrafa, designer. Combina o cadarço do tênis com a cueca, ambos importados e caríssimos, claro.
bicha saboeira (Recife)- bicha que só faz se esfregar com outra bicha.
bicharia – porção de bichas
bicharoca – homossexual efeminado
bicheine – homossexual festeiro, fervido
bichice – ação ou modos de efeminado; viadagem
bichoca – efeminado
bi confusa – (substantivo) bicha atrapalhada; exemplo: a bi confusa chegou
bi-confusa – (adjetivo) duplamente confusa; exemplo: hoje eu tô tão bi-confusa…; do mesmo modo, tri-confusa; multiconfusa
bicudo – 1 uma das fases do indivíduo que está cheirando cocaína; 2 pessoa assoberbada, que está praticando o carão
bigode – (Portugal) bicha mais velha
bigodón – 1 bicha de meia-idade que adora usar um bigode; 2 mulher com buço em excesso; 3 pêlos pubianos que saem pelas laterais da sunga ou da tanga
bilola – (NE) pênis pequeno, de tamanho infantil
biltra – (SP) sinônimo de homossexual, bicha, mona, viado; usado entre bibas amigas.
birita – (NE) bebida alcóolica
biritado – (NE) bêbado
bissexual – indivíduo que transa tanto com homens como com mulheres: gilete
biziu – (PE) bolinhos de fezes que se enrolam nos pêlos anais; badalhoca
bizu – (PA) – fofoca
boa noite cinderela – diz-se do golpe aplicado por michês em homossexuais desavisados: consiste em dopar a vítima sem que ela perceba para posteriormente assaltá-la
bobby – 1 bofe que faz; 2 bicha metida a bofe
boca grande – o mesmo que bocuda
bochicho – fofoca, boato, confusão de gente
bocuda – pessoa que conta os segredos alheios, por maldade ou não; fofoqueira; língua solta
bodansky – variação de bode
bode – cansaço; enjôo; ressaca; saco-cheio; usado nas expressões estar de bode, estar com bode de alguém ou ai, que bode!
bofe – heterossexual ou homossexual ativo
bofe do milênio – (PB/PE) diz-se daquele heterossexual que foi eleito pelas bichas por sua gentileza, graça e fofura
bofe escândalo – homem muito bonito e gostoso
bofoneca – mistura de bofe com boneca; bicha masculina que, quando abre a boca, kuein! É só pinta, com voz anasalada e de mulher
boi – 1 (CE) dinheiro; aqüé; din-din; 2 (PE) menstruação
boiola – (pejorativo) (CE) homossexual masculino
bola – (pronuncia-se bôla) forma abreviada e carinhosa para bolacha
bolacha – lésbica
bola gato – sexo oral
bomba – anabolizante
bombado – aquele que toma bomba para parecer forte e musculoso; inflado, inchado; próprio das barbies
bombar – 1 tomar anabolizante; 2 praticar penetração anal com movimentos fortes e rápidos
bomberita – (do espanhol) lésbica
bom dia jaburu – diz-se do golpe aplicado por michês em mulheres mais velhas, com o objetivo de assaltá-las em sua casa
bonequeiro – (CE) aquele que bota boneco; escandaloso; barraqueiro
boot – termo pejorativo para lésbica muito masculina
boquete – fazer sexo oral em um homem
boqueteira – aquela que faz sexo oral em homem; chupeteira
borboletinha – prender a língua entre os lábios da vagina
botar boneco – (CE) dar vexame, fazer escândalo ou baixaria, armar barraco
boyzinho – adolescente ou jovem que se faz passar por machinho, mas que já apresenta algumas características ou comportamentos homossexuais
brechar – (PE) espiar por uma brecha da porta, da roupa, etc.; voyeurizar
Broche: boquete
brincas de ali-babá – (RJ) bolinhas que ficam em torno de um ânus já bastante amaciado; o termo é usado na expressão pelas brincas de ali-babá!
bronha – masturbação masculina
bruna – alguém que deixa evidente que está a fim de outra pessoa, pondo tudo a perder
buça – forma abreviada de buceta
buceta – órgão genital feminino; vagina
buceta bonita – (NE) expressão empregada no momento em que a bicha horrorosa é falsamente elogiada por uma amiga ainda mais feia; exemplo: Querida, hoje você está buceta bonita !!!!
bup – (GO) bolacha
buzum – (SP) ônibus

C
caçação – ato de caçar; aqüendação forte no sentido sexual; pegação.
caçapava – pessoa sem dentes; banguela.
caçar – ir atrás de alguém para fazer sexo.
cacete – pênis.
cachorra – 1 pessoa libidinosa; 2 indivíduo que transa muito e com muitos (as) parceiros (as).
cacu – (CE) forma abreviada de cacurucaia; indivíduo idoso ou de idade avançada para determinado fim.
cacura – forma abreviada de cacarucai.a
cacurucaia – (CE) idoso ou que já passou da idade para fazer algo.
cafuçu – (NE) 1 diz-se de quem tem um estilo de vida baranga, não importando raça, credo, classe social ou país de origem; 2 diabo; demônio; 3 roceiro asselvajado; peão; 4 indivíduo grosseiro; inábil.
cagar no maiô – fazer uma grande besteira; acovardar-se.
caído – 1 sem grana; duro; 2 cansado; 3 lugar sem graça.
cair na real – acordar para a vida.
caixa de surpresas – diz-se da mala (acepção 1) que aparenta ser pequena, mas que ao ser descoberta revela grande volume, densidade, peso e tamanho.
caminhoneira – (pejorativo) lésbica com gestual muito masculinizado.
camioneta – (Portugal) lésbica masculinizada; sapatão.
candanga – (pejorativo) mulher feia.
cangalha – (CE) aquilo que não presta; ordinário, sem valor, vagabundo; fuleiro; bagaceira; brega; cafona.
canivete – bofe que tem o pênis pequeno.
cantar pra subir – ir embora.
capaz – (RS) expressão de espanto: até parece!
capô de fusca – feminino de mala (acepção 1): vagina grande, alta, inchada ou proeminente.
caralho – 1 pênis; 2 interjeição usada para representar indignação ou irritação.
cara-pé-cu – banho mal-tomado ou não tomado; banho de gato; banho tcheco.
carão – pose; esnobação; presunçã.
careta – 1 aquele que (ainda) não está sob efeito de droga ou que é contra seu uso; 2 conservador; 3 aquele cujas idéias não saem do senso-comum ou, quando muito, são retrógradas.
caretice – conservadorismo; senso-comum.
caricata – 1 drag queen engraçada, que não se importa muito com o modelo e sim com a piada; 2 pessoa cafona, ridícula e grotesca.
carocha – cunilinguismo; sexo oral no ânus.
carpete – pêlos pubianos da mulher.
carupé – (do bajubá) peruca, picumã.
caso – 1 no mundo heterossexual, caso costuma ser uma terceira pessoa envolvida num relacionamento já em andamento; amante; 2 no mundo homossexual, caso é o (a) namorado (a) ou alguém com quem se está ficando.
casqueiro – aquele que rouba roupas dos varais alheios.
catreva – (RJ) bicha muito, mas muito feia.
celulite – telefone celular, exemplos: empresta o celulite; você trouxe o celulite.
centro-peito – (neologismo a partir de St. Tropez) calça semi-bag ou de pregas usada com o cós numa altura próxima à dos bicos do peito por bibas equivocadas.
charuf – (SP) 1 coisa ruim; 2 pessoa burra.
charufar – (SP) fazer alguma merda; cagar no maiô; dar errado.
chaveirinho – pênis pequeno; canivete.
checar – vide passar um cheque.
chechê – forma abreviada de michê.
cheine – diminutivo de bicheine, bicha fervida.
cheque – restos de fezes que borram a cueca ou o órgão sexual do parceiro.
chico – 1 menstruação; 2 ponta de cigarro.
chinha (AL) – bicha chata que a gente atura.
chuca – instrumento utilizado para a limpeza do reto; exemplo: use a chuca pra não passar chequ.e
chuchu – barba malfeita ou que cresce durante a noite de montação.
chuia – lésbica.
chulo – (Portugal) michê; garoto de programa.
chupar manga – sexo oral com mulheres; também usado na expressão chupar a manga pret.a
chupeta – sexo oral em um homem.
chupeteira – biba que adora fazer um sexo oral; aquela que sempre cai de boca.
chupisco – variante de chupeta.
chuspona – versão lésbica de chupeteir.a
chuta que é macumba – expressão usada quando algo é muito ruim ou alguém é muito feio.
chuteira – (pejorativo) lésbica.
cinco contra um – masturbação masculina; punheta.
clã/clan (Rondonópolis MT)- uó.
climão – saia-justa; clima pesado ou tenso entre duas ou mais pessoas.
clubber – aquele que freqüenta clubes e se monta à caráter.
coió – (do bajubá) bater em alguém, xingar alguém.
coito anal – penetrar alguém – homem, mulher, animal ou boneco – por trás, enfiando o membro ereto no ânus; durante a inquisição, a igreja chamava o coito anal de abraçar, beijar, dormir carnalmente por detrás, usar do ofício de fêmea e juntar suas naturas por diante.
colar velcro – ato sexual lésbico.
colocação – ato ou efeito de colocar-se.
colocado – 1 situado; 2 bêbado, drogado.
colocar-se – 1 ficar alterado por meio de bebida ou droga; 2 situar-se.
colocón – qualquer bebida ou droga, especialmente cocaín.
colori – (RJ) bicha bem doida e atacada.
comer mosca – falhar ou deixar passar falhas.
compléxia- é uma bicha disléxia psicanalisada, com um pouco de conteúdo, geralmente de péssima categoria (a bicha e o conteúdo).
cona – vagina.
confirmou – interjeição usada quando uma coincidência acontece.
cookie – lésbica chic; bolacha fina.
copo d’água – (SP) pessoa sem graça
coronel – lésbica independente e mai.s velha que sustenta a amante.
corre-corre – carro.
cortada – ver operada.
cortar jaca – (PE) ajudar alguém a se dar bem com outra.
cosibotó – (do bajubá) bicha analfabeta; ignorante.
cossibaré – (do bajubá) burro.
crocodila – fofoqueira; bocuda.
croquete – pênis.
crossdresser – aquele que se monta para se divertir.
crossdressing – montação; vestimentas de mulher usadas por homem para diversão.
cuã – (do bajubá) casa, apartamento.
cuça – preguiça; má vontade.
cuem – variante ortográfica de kuein.
culé – colega, amiga (homo ou hétero).
culeiro – (MT) homossexual masculino; viado.
culete – (PE) história, quer inventada, produzida ou real; conversa mole; papo furado.
culeteiro – (PE) aquele que conta ou inventa história.
cunete – sexo oral na região do ânus; cunnilingus.
cu preso – bicha enrustida.
cyber-mano – jovem de periferia que aderiu à cultura tecno; clubber popular e herdeiro legítimo do trash-minas.

D
dadeira – homossexual ativamente passiv.o
dança do rebuceteio – troca-troca de namoradas entre as lésbicas.
dar a elza – (do bajubá) roubar.
dar área – (SP) ir embora.
dar close – 1 dar uma olhada; 2 dar pinta.
dar o truque – enganar; dar o EQ.
dar pinta – fazer trejeitos efeminados, propositadamente ou não; mostrar afetação.
dar piti – (NE) dar barraco; ficar louca; botar boneco.
dar uma beiça – dar um golpe para arrumar dinheiro ou não pagar dívida.
dar uma kenfa – (GO) dar um fora em alguém.
dar um dois – fumar maconha.
dar um fight – copular; transar.
dar um ninja – (ES) sumir com algo; roubar; dar a elza.
dar um voador – (ES) dar um tapa; brigar.
débora kerr – expressão usada quando se vê alguém que provoca tesão; às vezes, débora kerr faz dupla com betty faria.
de leve – ( PA) pequena maldade.
delta-T – diz-se do pênis que, em estado de repouso, é pequeno, mas quando excitado revela-se uma caixa de surpresas, ou seja, de proporções avantajadas; alta diferença de tamanho entre a neca mole e dura; exemplo: aquela mala tem delta-T.
denorex – que parece homossexual, mas não é; que parece heterossexual, mas não é.
derrubado – 1 sem grana; 2 cansado; 3 lugar sem graça; sinônimos: tombado; caíd.o
desaquendar (desaqüendar) – (do bajubá) deixar de lado; deixar em paz; esquecer.
desavisado – alguém que nunca sabe de nada ou que finge não saber.
descabelar o palhaço – masturbar-se.
descer o barraco – (RJ) aprontar uma briga; brigar; quebrar a louça.
descer o borel – (RJ) brigar; quebrar a louça; descer barraco.
descolado – pessoa que se dá bem em determinadas situações.
descolândia – lugar onde os descolados se descolam.
descolar – dar-se bem; conseguir o que se quer.
despistado – dissimulado.
diague – 1 refere-se a tudo que é negativo; 2 (interjeição) usa-se para evitar coisa ruim; isola!
diesel – lésbica masculinizada; caminhoneira.
din-din – dinheiro.
di santini – (pejorativo) lésbica; sapatão.
disléxia – bicha confusa, com crises múltiplas de identidade, que anda sempre em busca de si própria… e nunca encontra!
do além – pessoa, lugar ou situação bastante esquisita, estranha mesmo.
do bem – pessoa, lugar ou situação bastante agradável, amiga mesmo.
do mal – contrário de do bem.
dona borboleta – machão.
drag king – lésbica que se veste de homem.
drag queen – gay que se veste de mulher, mas apenas para festas (não confundir com travesti).
draga – pessoa que come demais.
dragão – (pejorativo) pessoa muito feia.
dragonete – (pejorativo) pessoa que, além de muito feia, é bicha.
drama – 1 mistura de comédia e tragédia; babado forte; 2 interjeição usada em situações tragicômicas.
dramático – 1 aquele que faz drama por qualquer coisa; 2 aquele que fala exageradamente; 3 pessoa ou situação comovente, patética.
dramatizar – exagerar; fazer tempestade em copo d’água; pirar no lance.
dun – (pejorativo) diminutivo de dun-dun.
dunda – (pejorativo) o mesmo que dun-dun.
dun-dun – (pejorativo) indivíduo da raça negra.
dyke – (do inglês) lésbica.

E
ebó – comida de santo na macumba; macumba em si.
ebó mal despachado – persona non grata; indesejável.
edi – (do bajubá) ânus.
ekê – (CE) 1 pênis; a mala do bofe: o ekê do ocó; 2 problema: deixa de ekê! (Não confundir com EQ, equê).
elza – (do bajubá) roubo.
elzeiro – ladrão.
embaçado – 1 difícil; complicado; obscuro; confuso; turvo; desordenado.
emma thompson – machucado originado de pancada forte, resultando em manchas roxas e doloridas na pele; exemplo: bati a perna e tô com uma emma thompson doloridíssima.
enceradeira – bicha bailarina; aquela mona que não perde uma música na pista de dança; bicha que dança até não agüentar mais.
encubado – diz-se do homossexual que ainda não assumiu sua sexualidade para si mesmo; enrustid.o
engate – (Portugal) paquera.
enquizilado – (CE) indivíduo encanado, chateado, cheio de problema; ensimesmado; antipático.
enrustido – homossexual que ainda não saiu do armário, não assumiu sua posição de gay.
entendido – 1 homossexual; 2 homossexual dos anos 70 que gosta de romance à la hétero.
entortar chifre – dar-se mal.
envuduzar – botar vudu; vuduzar.
EQ (equê) – o mesmo que truque; engano; coisa falsa.
equezeiro – praticante do EQ.
erê – (do bajubá) 1 bofinho adolescente; 2 criança, jovem.
esquiso – aquele que é esquisito ou esquizofrênico.
estar fantasiado- estar bem vestido, embecado; montado (acepção 1).
estrovena – pênis; pau; pinto.
exclusivona (Teresina-PI) – Pessoa do bem, que se veste antecipando as tendências e apresenta comportamento requintado, moderno. Tem poucas amizades, por opção, no meio em que vive.
exótica – pessoa ou situação estranha, esquisita.
extra-fofa – (SP) diz-se das barbies que já passaram do peso.

F
fada – lésbica passiva; aquela que é passiva dentro de uma relação lésbica.
fake – (do inglês) falso; falsificado; fajuto; do truque.
fanchona – (pejorativo) termo preconceituoso para lésbica.
farol aceso – mamilos enrijecidos, visíveis através da roupa.
fashion desnecéssaire – 1 biba equivocada na roupa ao tentar ser fashion; fashion discontrol 2 bicha-mala-sem-alça.
fashion discontrol – (SP) pessoa exagerada ou toda errada no vestir-se
fazer – copular; transar; atender.
fazer a chuca – fazer limpeza intestinal, principalmente do reto.
fazer a egípcia – virar a cara e ficar de perfil (como as figuras egípcias), a fim de menosprezar ou ignorar alguém; lash.
fazer a gonda – (GO) chupar; fazer uma felação.
fazer a marisa – (SP) expressão usada nos cinemas de pegação. Como em geral esses cinemas têm duas salas, uma com filmes héteros e outra com filmes gays, os homossexuais que atendem na sala de filmes gays fazem a marisa, uma coisa “de mulher pra mulher”.
fazer a linha faf – é fazer a amiga feliz, ou seja atender a amiga.
fazer um fio terra – (MA) masturbar alguém ao mesmo tempo em que lhe faz sexo anal.
fazer beiço – 1 enfadar-se; desdenhar; 2 fazer pose; fazer carão.
fazer meia – (SC) caso de viadagem não explícita, segredada a doi.s
fazer o rebi – (MA) fazer uma enema, limpeza anal para não passar cheque no bofe.
fazer sabão- ficar de babado; esfregar-se.
fechar – 1 dar muita pinta; 2 abalar.
fechar tudo – 1 dar muita muita pinta; 2 abalar muito.
fedora – bicha fedorenta.
female-to-male – (ou FTM) indivíduo que era do sexo feminino (ou nasceu com uma vagina), masculinizou-se e implantou um pênis; é geralmente ativo em relações com parceiros gays.
fechação – ato de dar muita pinta.
fechativo – (Adj.) algo que fecha, que chama a atenção de todos, quando vista, uma pessoa, um local, acontecimento, roupa, enfim qualquer coisa pode ser fechativa.
ferveção – diversão; local onde está rolando diversão.
ferver – 1 divertir-se; 2 enlouquecer na pista.
fervido – pessoa ou local agitado, divertido.
fervo – forma abreviada de ferveção.
ficar – ter relações amorosas e/ou sexuais sem compromisso.
ficha – bicha pão-dura e despeitad.
filé – a melhor parte de algo ou de alguém.
fino – 1 chic; 2 esnobe.
fio – (CE) forma carinhosa de chamar alguém de filho; feminino: fi.a
fiofó – ânus; cu; bunda; edi; rabo; rabicó.
flã/flan (Rondonópolis MT) – pessoa ou artigo fashion.
flop – coisa fracassada.
flor – 1 pessoa do bem; 2 pessoa delicada.
fófi – expressão usada com certo ar de deboche para designar uma pessoa fofa ou fofa em excesso.
fofo – pessoa ou local do bem.
força na peruca – o mesmo que força no picumã.
força no picumã – (interjeição) vá em frente! vai nessa! se joga!
frangagem – (pejorativo) (PE) viadagem.
frango – (pejorativo) (PE) termo preconceituoso para gay.
frapê – diz-se do pênis quando está meio-mole-meio-duro; meia-bomba.
free willy – bicha gorda.
friendly – (do inglês) diz-se de pessoas heterossexuais que convivem muito bem com homossexuais; lugares frequëntados por heterossexuais em que os homossexuais são bem-vindos; corresponde ao S da sigla GLS: simpatizante.
fritar o pastelzinho de pêlo – ato de roçar as genitálias femininas.
fruta – (pejorativo) homossexual masculino efeminado.
frutinha – (pejorativo) o mesmo que fruta.
fubanga – (SP) 1 o mesmo que fuleiro; 2 (pejorativo) mulher feia.
fubeca – (SP) o mesmo que fuleiro.
fudevu – (hibridismo do verbo ‘foder’ + do francês ‘vous’) 1 suruba, fodelança; 2 bagunça ou confusão que envolva sexo; ver também rebuceteio.
fufa – (Portugal) lésbica; bolacha.
fuleiro – aquilo que não presta; sem serventia; insignificante; ordinário; inferior; bagaceira; furrepa.
fuleragem – (PE) 1 putaria; 2 breguice; cafonice; baranguice; 3 inutilidade; pobreza.
função – qualquer ato que envolva droga ou sexo.
fundamento – comportamento, atitude.
furar – (pejorativo) copular, desde o ponto de vista daquele que se presta ao papel de ativo.
furico – (NE) ânus; edi.
furrepa – (CE) coisa insignificante, de qualidade ordinária; vagabundo; cangalha.

G
gagau – (PE) felação com ejaculação.
gala – (CE) ejaculação; porra.
gala seca – (CE) 1 tesão extremo; atraso sexual; 2 diz-se de lugares. fedidos, com cheiro de mofado (cheiro de gala seca).
galinha – (geralmente pejorativo) pessoa que cisca demais, que procura função sexual.
galinhagem – função sexual; caçação.
gambé – policial; polícia; alibã.
garoto de programa – garoto de aluguel, michê, scort man.
gay – homossexual masculino; outros termos usados, mas com alguma variação de sentido são: baitola, biba, bicha, biltra, boiola, cheine, culeiro, entendido, frango, fruta, homiceta, homigina, laleska, mona, mônica, paneleiro, poc-poc, quaquá, quatira, tata, vera-boiola, viado, xibungo; durante a inquisição, a igreja católica chamava qualquer biba de somitigo (com a variante somítigo), sodomita ou sodomític.o
GDC – abreviação de gay de cabeça: heterossexual amigo que simpatiza com as idéias e comportamento gay.
GDF – abreviação de gay de fato: indivíduo gay.
gentem – gente, com pronúncia que imita a tendência do apresentador Sílvio Santos em falar quase tudo com a terminação /-m/, pronunciada com os lábios fechados; do mesmo modo, noitem, dinheirom, lojas-m, baú-m, portam, felicidadem, etc.
gersina (UBERLÂNDIA, MG) – bicha que não tem senso do ridículo.
goiaba (PE) – garota que só anda com bichas.
gilete – antigo termo para designar o homem bissexual.
gira – (RJ) redondeza, local; exemplos: Aqüenda a gira para ver se alguém. chega ou Aqüenda o bofe da gira; 2 (Portugal) algo, alguém ou algum lugar muito legal.
GLS – abreviação de Gays, Lésbicas e Simpatizantes.
GLBT – abreviação de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transexuais.
go-go boy – dançarino ou streaper de boate gay.
gogóia – (RS) vagina.
goma – casa; habitação; mocó.
gongado – derrubado; caído [variante: congado].
gozou ou levou a sério – expressão empregada quando se quer saber se se está levando alguém a sério.
gravar – chupar um pênis ereto.
grea – (PE) tiração de sarro, de onda; gozação.
greta – (SP) bicha recolhida e ensimesmada.
grilinha – (RS) vagina.
gritar – fazer-se notar ou tornar-se digno de apreciação exagerada.
guardiã-quaquá – bicha que fica na entrada dos dark-rooms, na porta dos banheiros ou dentro das cabines esperando alguém interessante (na sua própria avaliação) entrar para ela aqüendar.
guela (güela) – delator; dedo-duro; linguarudo.
guenza – (CE) bicha torta.
gulosa – sexo oral em um pênis.

H
hermafrodita – aquele(a) que nasceu com dois aparelhos genitais: vagina e pênis.
hetero-gay – (CE) heterossexual masculino que trata heterossexual. feminino com delicadeza, mas copula com mulheres porque gosta.
heterotecnos – (SP) clubbers assexuados que participaram da cena tecno em meados dos anos 90 e que queriam parecer héteros.
homiceta – (composto de ‘homem’ + ‘buceta’) bicha.
homigina – (composto de ‘homem’ + ‘vagina’) bicha.
homofobia – medo irracional da homossexualidade.
homossexual – aquele(a) que transa com alguém do mesmo sexo; apesar de politicamente correto, os(as) homossexuais preferem outros termos; veja: gay e lésbica.
homossexuellen – homossexual masculino mulher; bicha-mulher.
homossexy – gay sexy.
hype – assunto, objeto ou pessoa em voga; o sucesso do momento.

I
ilê – (do bajubá) casa.
imperial – (Portugal) chopp.
indaca – (do bajubá) rosto; face; cara; feição.
índia – bicha lesada; tapuia.
INPS – diz-se de boate freqüentada majoritariamente por gays mais velhos.
irene – (RS) velho; o termo é pronunciado ire-e-e-e-e-e-e-ne, como o berro de um cabrito.
isca – (SP) mulher heterossexual que anda com homossexuais sem saber que está sendo usada para atrair homens; espécie de ana cláudia.
ivone – (RJ) diminutivo de passivone, homossexual passivo.

J
jaburu – (pejorativo) pessoa feia.
jacira – bicha quaquá bagaceira.
jamanta – estado daquele que ficou louco, colocado, lesado, alucinado.
jeba – pênis de proporções avantajadas; necão.
jogar o picumã – virar a cabeça, mudando os cabelos de lado, tal como as loiras fazem, só que inteligentemente e com a intenção de menosprezar ou ignorar alguém.
jorge – bofe escândalo do tipo “pai de família”.

K
kátia – 1 (SP) cachaça; pinga; bebida alcóolica: 2 (CE) cega; termo usado na expressão fique kátia!
katita – pessoa fofinha; pitéu.
kibe – pêni.
kika – bicha que sempre pede durante o ato sexual para que ejaculem na sua cara.
kuein – (CE) forma abreviada de aqüenda, imperativo do verbo aqüendar; se liga! exemplo: kuein o picu da mona! [variantes: cuem, qüem].

L
lacraia – bicha-cadela, que só faz cachorrice; bicha que transa muito.
laiala – (PA) – vagina, xoxota.
laleska – homossexual efeminado; biba quaquá.
lamber o carpete – sexo oral entre lésbicas.
laquaqua – (do bajubá) o contrário de bibita; piroca grande.
larica – fome.
laruê – (do bajubá) fofoca.
lash – (do bajubá) jogar o picumã, fazer a egípcia, virar a cara, dar rabissaca, com a intenção de tombar alguém.
leather – homossexual adepto do couro e de práticas sadomasoquistas.
lelé – diminutivo para lésbica.
lesação – dar bobeira, geralmente por causa de droga.
lesado – 1 bêbado e/ou drogado; 2 bobo; louco; 3 desencanado; aquele que não leva nada a sério.
lesbian chic – lésbica feminina, culta, bem-arrumada e com poder no picumã; lipstick lesbian.
lesbian drama – comportamento dramático característico de lésbicas; rebuceteio; consulte O abc do lesbian drama para mais detalhes.
lesbianismo – relação homossexual feminina; sapatagem; bolachismo; durante a inquisição, a igreja católica usava as expressões sodomia foeminarum, amizade nefanda, amizade desonesta ou amizade tola e de pouco saber.
lésbica – homossexual feminina; outros termos usados, mas com alguma variação de sentido são: bolacha, bomberita, boot, bup, camioneta, caminhoneira, chuia, chuteira, cookie, coronel, di santini, dyke, entendida, fada, fufa, lelé, machorra, melissinha, moçona, mulher-macho, mulher-pinto, mulheru, paraíba, patinha, quarenta-e-quatro-bico-largo, sabonete, sandalinha, sapa, sapata, sapatão, sapeca, sargentão, tank-panzer; durante a inquisição, a igreja chamava uma bolacha de íncuba, para definir a parceria ativa: aquela que se deita por cima, como homem.
levar coió – apanhar; ser xingado por alguém.
levar pei – (CE) o mesmo que levar coió. Pei é uma onomatopéia de tiro.
levar um banzai – levar um fora do (a) namorado (a).
lhama – bicho-grilo; hippie.
lhushca – (SP) bicha velha; nefertite.
lipstick lesbian – o mesmo que lesbian chic.
loba – bicha chupeteira; mamona.
lombarda – bicha entrevada.
lontra – urso magro.
lorogum – (do bajubá) briga; peleja; confusão; arruaça.
louis vuitton – diz-se de uma mala (acepção 1) muito boa, extremamente bonita e fundamentalmente cara.

M
machorra – (RS) (pejorativo) lésbica; mulher macho
mafiosa – (RJ) bicha ou lésbica má, que costuma observar tudo e todos com um certo olhar de desdém, arrogância; geralmente tem uma língua muito afiada, critica e fala mal de todos
mafu – (SP) maconha
mala – 1 o volume do pênis ou o próprio pênis; 2 ou mala sem alça, pessoa chata; escrota
malagem – (PE) chatice, escrotação
malassombro – (PE) 1 diz-se de pessoas ou situações estranhas, que causem certo medo e/ou tenham energia ruim; 2 doença
maldita – o mesmo que AIDS
malta – (Portugal) turma; galera; patotinha
mambasto – (BA) gêmeo; bicha mambasta é uma bicha clonada
mamíferas – grupo de mulheres que saem em bando para caçar e estão sempre no cio
mamífera-ilha – uma mamífera cercada de bofes por todos os lados
mamona – bicha chupeteira
mancha – (SP) adjetivo para homossexual, gay: ele é mancha! 2 – bicha muito afetada. Ex.: “Isso não é mais pinta, já é uma mancha.”
mangar – (NE) tirar sarro; gozar de alguém
manguaça – 1 (SP) pênis; pau; pica; pinto; 2 cachaça
mangue-bicha – (PE) bichas identificadas com o movimento mangue beat
manja-rola – (SP) gay que se masturba em banheiro público
manja-tempo – (SC) pessoa fofoqueira
mano – (SP) amigo de fé, irmão, camarada
mapô – variante de amapoa
margarete – (PE) bicha mentirosa
maria-gasolina – mulher, hetero ou lésbica, que só namora quem tem carro ou moto
maria-sabonete – lésbica que passa pela mão de todas as outras lésbicas conhecidas
marsupiellen – bicha anexa às mamíferas que sempre nega que é viado
matação – ato ou efeito de matar alguém ou algo, de falar mal de alguém ou alguma coisa
matar – 1 falar mal de alguém ou algo; 2 acabar com alguma coisa; comer, beber ou fumar até o fim
mati – (do bajubá) variante de matim
matim – (do bajubá) pequenino
matusalém – pessoa velha, também designativo de bicha velha; nessa acepção, nefertite
mavambo – (RJ) o mesmo que maloqueiro; bofe com pinta de ladrão, ladrão com pinta de bofe que faz, bofe que dá coió pesado, elzeiro; traficante, bofe armado; também bicha mavamba ou sapata mavamba: bicha ou sapata favelada, com gírias caretas e sem educação
meda – medo; geralmente empregado como deboche e com sentido contrário; também usado na expressão que meda!, de uso corrente pela população brasileira, mas originalmente empregado no circuito gay, segundo a tendência de se falar tudo no feminino: Hoje está chovenda!
meia-bomba – diz-se do pênis que não atingiu ereção total, mas em torno de 50% ou menos; frapê
meia-nove – sexo oral mútuo e simultâneo entre duas pessoas
meiga – pessoa excessivamente dócil; também empregado na expressão que meiga!
mela-tecla – pessoa viciada em sexo cibernético e que se masturba na frente da tela do computador
melissinha – lésbica feminina
metade sereia metade tubarão – bofe ou bicha, amapô ou bolacha, meio lá meio cá, sem que se saiba o que é; andrógino; meio bofe meio bicha; meio fashion meio baranga; meio sapa meio racha; meio esquisito meio normal; meio gordo meio musculoso; meio magro meio esquálido; meio tudo meio nada
meu cu – expressão usada para designar indignação ou desdém; nesta acepção, equivale a Caguei! ou Um caralho!
mi – (SP) mancada; exemplo: a mona deu mi
mico – gafe, rata; pagar um mico é cometer uma gafe, fazer algo ridículo, marcar bobeira, passar vergonha
michê – garoto de programa
milho – 1 ferveção; agito; 2 galinhagem 3 (CE) coisa boa; comida gostosa; festa legal; lugar aconchegante; filé
missa – (RJ) cinema de pegação
mitorô – (do bajubá) urinar; mijar
mixuruca – 1 insignificante, apoucado, pequeno; 2 de má qualidade, de valor reduzido; 3 festa sem graça, sem animação; [variante: xuruca]
miy – (CE) 1 forma abreviada de milho (acepção 3); coisa boa; exemplo: é só o miy; 2 forma abreviada de mijo; fedor; lugar fedorento ou que tem cheiro de mijo; exemplo: é só o miy
mocó – casa; habitação; goma
moçona – lésbica
modelão – 1 roupa bonita; 2 roupa usada na montação
mona – (do bajubá) mulher, mas é frequentemente usado para denominar homossexual masculino
mona ocó – (do bajubá) tem diversos significados nos ambientes homossexuais: mona é mulher e ocó, homem; em alguns grupos é usado para lésbicas masculinizadas e em outros para gays não-efeminados ou também michês [variante: monocó]
môni – forma abreviada e carinhosa para mônica
mônica – (derivado de mona) homossexual masculino amigo e próximo; bicha da casa
monocó – forma aglutinada de mona ocó
montação – o processo de vestir-se com roupas de mulher, geralmente com certo exagero
montado – 1 bem vestido; 2 cross-dressing ou biba vestida de mulher
morder a fronha – fazer a passivona; sentar no croquete
mortt – estado de espírito em que se exacerbam o ódio, bode e irritação profundos em relação a uma pessoa, coisa ou situação; exemplos: Gente, tô na mortt! Ai que mortt daquela pessoa! Aquele lá é uma mortt!
mucica – (PE) caralho latejante; tesão acumulado
muito rica – (SP) pessoa bonita e gostosa
mulher-bicha – mulher mulher com todos os trejeitos de bicha; “a grande vantagem da mulher-bicha é que ela já nasceu operada. Não precisa nem ir pra Marrocos” (José Simão)
mulher-pinto – lésbica
mulheru – (de ‘mulher’ + ‘peru’) lésbica
mundiça – (derivado de imundície) (NE) pessoa, grupo de pessoas, lugar ou situação bagaceira, lixão, trash
mundinho – universo social de uma pessoa ou grupo
munganga – (PE) caras e bocas
muvuca – tumulto, aglomeração de pessoas
muxiba – peito caído

N
na inocência -(PA) diz-se quando a bicha diz que fez algo sem querer, mas querendo.
não-bicha – quase heterossexual.
não tô podendo – não estou podendo.
neca – (do bajubá) pênis.
necão – pênis grande, avantajado; pauzão.
nefertite – bicha muito muito velha, embalsamada, mas que ainda conserva uma aura de mistério; a nefertite tem sempre uma zoraide por perto, sua pupila e seguidora.
neide – (PE) bicha burra.
nena – (do bajubá) fezes.
nena camargo – (CE) o nome completo da nena; a Dona Merda.
nenar – defecar; cagar.
neuza – homossexual japonês ou descendente.
nicaô – (do bajubá) diz-se do pênis de proporções avantajadas de travesti .
nikita – 1 bicha que acredita que é fatal, que seduz todos; 2 lésbica que adora arranjar confusão; pittbullzeira.
nóia – (forma abreviada de paranóia) paranóia; loucura; encanação.
nóis na fita – (SP) termo que anda sendo muito empregado e que veio da linguagem dos cyber-manos, significando algo como estamos aí, prontos pro que der e vier.

O
ocâni – (do bajubá) pênis.
ocó – (do bajubá) homem homem.
ocotô – (RN) pergunta equivalente a onde é que eu estou?; vocábulo. geralmente empregado por bichas passadas, desorientadas e disléxicas; exemplo: Depois de muito doida, a bicha olhou em volta e perguntou – Ocotô?
odara – (do bajubá) bonito, elegante, vivaz.
ofofi – (do bajubá) fedor.
ofofi do ofidã – (do bajubá) mau cheiro na zona erógena masculina; exemplo: passar uma tarde em itapoã, com o ofofi do ofidã.
oh yes – expressão usada durante o ato sexual, principalmente em filmes pornôs; os portugueses dizem oh sim, oh sim; os russos, oh dá, oh dá.
olá querida – cumprimento vazio de sentido, como o inglês hello, miss thing.
omivará – (do bajubá) esperma; porra.
operada – transexual que era do sexo masculino (ou nasceu com um pênis), feminilizou-se, cortou o pênis e construiu uma envaginação; cortada.
oré – (do bajubá) garotão.
ornitorrinca – mulher híbrida, antagônica da mamífera; leia-se: aquela que odeia com razão o modus operandi das mamíferas.
orum – (do bajubá) céu; firmamento.
oté – (do bajubá) mal-cheiro no corpo; chulé; ofofi.
otim – (do bajubá) bebida alcóolica.
oxanã – (do bajubá) cigarro.

P
pacotão – pênis grande; mala (acepção 1)
pacoteira – vagina grande ou inchada
padê – (do bajubá) cocaína
pagar mico – fazer besteira e passar vergonha
pagodeira – sapata ensandecida, muito cafona, que curte pagode e anda com uma capanga debaixo do braço
pajubá – variante de bajubá
PAM – abreviação de Passiva Até a Morte
paneleiro – (Portugal) bicha, gay, viado
panqueca – bicha passiva
pan-sexual – indivíduo versátil que transa com homem, mulher, cachorro, jumento, árvore, melancia, pedra, areia e com a mão
pantim – (PE) comportamento em desacordo com o ambiente
papapum – (RJ) revólver
pão-com-ovo – (pejorativo) (SP) homossexual pobre, tanto econômica como culturalmente
passada – (PA) – arrasada; chocada
passar cheque – deitar fezes no pênis do homossexual ativo; checar; melar de nena a neca do ocó; exemplo: ontem, no atendimento, a mona passou um cheque no bofe
passar a nena – o mesmo que passar um cheque
passar a ruva – (GO) o mesmo que lamber o carpete
passar bem – ser bonito(a) e/ou gostoso(a)
passar um fax – defecar; cagar
passivona – homossexual que apenas pratica a passividade no ato sexual
pastel – bobo; idiota
patinha – lésbica
pau – pênis
pegação – aqüendação forte no sentido sexual; caçação
peixe – 1 subordinado; 2 traidor
pencas – muito, demais; horrores; exemplos: Gozei pencas no quartinho ou gozei horrores no escurinho…
pênis – órgão sexual masculino; benga; cacete; caralho (1); croquete; ekê; estrovena; jeba; kibe; mala (1); manguaça; neca; pau; pica; pinto; piroca; pomba (1); tromba; durante a inquisição, a igreja usava os termos membro viril e natura, ou membro desonesto quando usado para o pecado
penosa – bicha que pena, espera ou depende de alguém, que não trabalha e se pendura; exemplo: Viado, aquela penosa está sempre querendo entrar de graça
pêra – bicha perdida em estado de puro histerismo
perereca (PA): 1-bicha que se monta e fica horrível; 2-gay que se veste muito mal. Ex: “Essa bicha é pererequíssima, olha o modelo dela!”
perigosa – pessoa que gosta de fazer intrigas; pessoa falsa, maldita, nefasta
perrenga – (pejorativo) 1 cadela; vadia; 2 mulher bagaceira
perseguida – (pejorativo) vagina
perua – mulher escandalosa no vestir-se, portar-se ou na tintura do cabelo
pêssego – (CE) pessoa indecisa, morna, chocha, complicada
philips – (RJ) carro da polícia civil, porque é preto e branco
piá – menino, garoto, guri, moleque
pica – pênis
picu – forma abreviada de picumã
picumã – (do bajubá) peruca, cabeleira; cabelo
pimbar – (CE) transar; trepar
pindaíba – sem dinheiro; duro; dureza
pindaíba do sul – praia poluída onde os menos privilegiados vão passar o fim de semana, feriado ou férias; exemplo: Vítor sempre passa o reveillon em pindaíba do sul.
pinto – pênis
pintosa – bicha afetada, que dá pinta
pirangagem – (NE) avareza; mesquinhez
pirangueiro – (NE) avarento; mesquinho; pão-duro
piranha – 1 espécie de peixe de água doce que devora carne; 2 mulher promíscua; vagaba
pirar no lance – aprofundar-se exagerada ou erroneamente em algo; encanar em/com algo; alterar o sentido das coisas
pirar o cabeção – (SP) curtir muito uma festa
pirelli – enchimento que drag queens e transformistas usam nas meias-calças para dar forma e aparência femininas ao culote
piriquita – vagina
piroca – pênis
piscar – excitar-se; estar com o cu piscando ou com a tcheca piscando: o mesmo que estar sexualmente excitado, com muito tesão
pitéu – (PE) delicinha, usado para pessoas
pitomba – (PE) lésbica
pittboy – (RJ) heterossexual homofóbico malhado praticante de jiu-jitsu, sempre reconhecido por estar acompanhado de um cachorro pittbull
pittbullzeira – 1 lésbica que sempre arruma confusão; 2 mulher heterossexual desprezível, machista e de miolo mole que vive atrás dos rapazes desprezíveis, machistas e miolos moles praticantes de jiu-jitsu
pittbundão – diz-se daquele que late mas não morde
pitu com charque – (PE) homossexual baranga que usa uma linguagem vulgar
pivô – movimento de meia-volta, com muita pinta, como fazem as modelos na ponta da passarela de um desfile; fazer esse movimento é dar pivô
playbicha – bichas playboys que se exibem na mídia com mulheres à tiracolo; espécie de marsupiellen
pochete – diz-se daquele(a) que adora aparecer junto de alguém importante
poc-poc – (SP) o mesmo que quaquá
poderosa – adjetivo de emprego predominante entre gays, referindo-se a alguém de forte carisma pessoal
podre – coisa ruim
podreira – (MG) 1 pessoa ou situação ruim; 2 lugar uó com pessoas uó; 3 (PE) lugar sujo com almas sebosas
polonesa – mão boba, que avança para pegar na neca próxima
pomba – 1 (CE) pênis; neca; 2 (SP/MG) vagina; vulva
pomba gira – endemoniada; a expressão baixar a pomba gira significa também ‘sair para caçar’
pool de bichas – expressão muito usada no cinema pernambucano, significa um grupo de maquiadores; sempre que um filme não tem grana para pagar maquiagem, o produtor sugere contratar um pool de bichas para fazer o trabalho sem remuneração, apenas por amor à arte ou aos olhos azuis do diretor
poposuda – mulher ou bicha de bunda avantajada
popotcha (Salvador/ Aracaju) – lésbica.
porta-jóia – camisinha
prédia – prédio, condomínio ou edifício de utilidade pública em que coabitam muitas gentes do babado; exemplo: A prédia da Monte Castelo já não é mais a mesma: acabaram com o drive-in!
presepada – palhaçada; encenação
pudim – indivíduo alcoólatra
punheta – 1 masturbação masculina; 2 coisa enrolada, dificultosa, embaçada; 3 elucubração; cogitação profunda
pupê – (do francês poupée, ‘boneca’) bicha escandalosa
puto – 1 dinheiro; exemplo: estou sem um puto; 2 (RS) gay; viado; 3 (SP) michê; 4 (Portugal) criança

Q
quaquá – homossexual efeminado.
quati – bicha brega.
quati lambu – bicha mais do que brega.
qualira – (do bajubá) homossexual do sexo masculino.
quarenta-e-quatro-bico-largo – termo pejorativo para lésbica masculinizada.
quati – (do bajubá) ladrão; elzeiro.
quebrar-louça – 1 diz-se de quando duas bichas pintosas namoram ou se aqüendam; 2 brigar; bater boca.
quebrar os cristais (MA) – quando duas bichas fazendo a linha passivonas ficam juntas, trepam ou namoram.
queer – (do inglês) estranho; gay.
queijudo(a) – (PE) menino(a) virgem.
queimar a rosca – praticar sexo anal.
qüem – variante ortográfica de kuein.
querida – vocativo empregado pelos gays, usado tanto para quem se gosta quanto para quem se quer debochar.
quiquiqui – homossexual que adora fofocar sobre o bofe da amiga.
quizila – (CE) 1 problema; aborrecimento; chateação; encanação; 2 repugnância; antipatia.

R
rabicó – forma mais gentil e elegante de se dizer rabo.
rabo – ânus; bunda; edi; fiofó.
racha – 1 vulva; vagina; 2 (pejorativo) mulher.
rachada – (pejorativo) mulher.
radiado – drogado.
radiola de ficha – (PE) jukebox.
ramé – (do bajubá) mal-vestido.
recheada – (AL) diz-se daquela bicha dentro da qual o bofe gozou, sem camisinha.
ré no kibe – ser penetrado pelo ânus.
rebuceteio – troca-troca de namoradas entre as lésbicas.
rodada – bicha vivida, que teve muitas relações sexuais. 2 (PA): freqüentadora de praticamente todos os points gls (bares, boates, festinhas).
rola linda (rôla) – (NE) expressão empregada em resposta a uma bicha buceta bonita [vide], quando falsamente elogiada pela amiga mais feia.
rolar – 1 acontecer algo; 2 ficar.
rosca – ânus; edi; anel de couro.

S
sabão – esfrega-esfrega entre duas pessoas.
sabão em pó – (SP) diz-se quando dois gays, namorados ou não estão ficando.
sabonete – lésbica chic; bolacha fina.
saia rodada e tamancão – mulheres geralmente de origem pernambucana que habitam as ladeiras de Olinda (PE), Santa Teresa (RJ) ou da Vila Madalena (SP) e que aderiram para sempre a estética bicho-grilo dos anos 60 e 70.
sair do closet – assumir publicamente a sexualidade; outing; as variações derrubar a porta do closet e chutar a porta do closet significam assumir-se com estardalhaço.
sandália – lésbica.
sandalinha – (diminutivo de sandália; pronuncia-se: sandalhinha) – o mesmo que lesbian chic; forma mais delicada que sapatão, lésbica feminina.
são sebastião – pose feita com os braços ao redor da cabeça e as mãos sobre a nuca durante o ato sexual, à espera de que o(a) parceiro(a) faça tudo sozinho(a); pessoa que tem ou quer ter relações sexuais passivamente, com o outro proporcionando-lhe prazer.
sapa – forma abreviada e carinhosa para designar lésbica.
sapata – o mesmo que sapatão.
sapatão – (pejorativo) lésbica.
sapataria (PA): aglomeração de lésbica. Ex: “Quem vai? A sapataria todinha vai ta lá”.
sapeca – termo carinhoso para sapata.
sargentão – termo pejorativo para lésbica muito masculina; sapatão.
savi – (RJ) 1 mal-cheiro no pênis, ofofi do ofidã; 2 aqueles queijos brancos que ficam ao redor da cabeça do peru quando ele não é lavado; esmegma.
SBP – (pejorativo) abreviação de Super Bicha Pobre.
sc – sonho de consumo, ou seja, bicha ou bofe que todo mundo quer.
sissi – expressão utilizada quando a bicha não está podendo e acha que está. Diminutivo de “tá se sentindo!”
se jogar – divertir-se muito; ir fundo num assunto ou caso.
semi-drag – 1 bicha andrógina; 2 bicha que se monta mas ainda não atingiu o status de drag.
sentar – ter relação anal.
ser chegado – ter inclinações ou ser homossexual.
ser do babado – 1 ser homossexual; 2 frequentar lugar onde rola homossexualismo.
simpatizante – heterossexual que freqüenta lugares gays e tem um círculo amplo de amizade com pessoas do babado.
sindicato – grupo de homossexuais; ser membro do sindicato é simplesmente ser gay ou lésbica.
siririca – masturbação feminina.
sodomia – coito anal hetero ou homossexual; durante a inquisição, a igreja empregava os termos tocamento desonesto, tocamento torpe, pecado nefando, trabalho nefando ou simplesmente nefando.
sodomita – aquele(a) que pratica o coito anal fazendo a passiva; dadeira.
sofá da hebe – (DF) lugar onde as bichas se encontram para fofocar.
soltar a franga – o mesmo que sair do closet.
soltar veneno – falar mal de algo ou de alguém.
suruba – união de 3 ou mais pessoas para fazer sexo; orgia.
susie – barbie que não toma bomba; musculosa natural.

T
taba – (do bajubá) maconha.
tabaco (a) – (NE) vagina.
tabaco leso – (NE) idiota.
tabacudo – quem é bobo, abestalhado, só fala besteira.
tá boa – força de expressão muito utilizada pelos gays significando desdém ou descrédito, equivalente a você acha mesmo? ou nem vem…; às vezes, vem acompanhado de vocativo: tá boa, santa?
tá meu bem – interjeição de espanto: olha!; olha só!; nossa!
tank panzer – (SP) lésbica muito masculinizada
tapuia – bicha doida
tarrasqueta – ânus; edi
tassi – expressão utilizada quando a bicha não está péssima mas acha que está linda. Diminutivo de “tá se achando!” tata – bicha amiga
taubice – (SP/PE) pequeno truque ou folga
em excesso
tcheca – vagina; xereca
tcheco – banho mal tomado; banho de gato, que é só pra disfarçar
ter carão – ser bonito(a)
teste da farinha – teste para descobrir se alguém é gay: senta-se na farinha e verifica-se o tamanho da impressão do cu
testuda – vagina proeminente
tia – (pejorativo) bicha velha
tia sida – vírus HIV. Ex: “Ele tá com a Tia ou Tia Sida” (numa analogia com o nome da AIDS em francês, com a abreviação de Aparecida (Cida).
tia cleide – (RJ) camburão da polícia
tiona – (pejorativo) tia que usa uma carteira grande e geralmente prateada debaixo do braço
tô bege – tô boba
tô boba – tô kátia
tô inhaz – (CE) estou em vias de; estou quase; exemplo: Tô inhaz de me cagar toda
tô kátia – tô mônica
tô loca – estou bem louca
tô loca do meu edi – estou bem loquérrima
tô mônica – tô passada
tô passada – estou chocada
tombado – 1 caído, derrubado, destruído, apodrecido; 2 sem graça; 3 cansado
tombar – 1 avacalhar, debochar, menosprezar ou ridicularizar algo ou alguém; reduzir os méritos; 2 arrasar, principalmente no modelão ou numa atitude: Tombou!
torto – bêbado; drogado
trá – forma abreviada de traveca ou travesti
traíra – traidor; delator
trancar- (SP) masculinizar-se
tranca-rua – pessoa bêbada e sem controle
transexual – aquele(a) que mudou de sexo por meios cirúrgicos (amputação ou implante de pênis); não confundir com travesti nem com transformista; o transexual que era mulher e passou a ser homem é female-to-male; o contrário é conhecido simplesmente como operada
transformista – homem que se veste de mulher para fazer apresentações artísticas; não confundir com travesti nem com transexual
trash – (do inglês) porcaria; lixão
trash-minas – (SP) clubbers passados dos anos 90, que moravam em bando e faziam a linha lixão; são os verdadeiros predecessores dos cyber-manos, principalmente no que diz respeito à estética e às idéias
traveca(o) – travesti
travesti – homossexual que se veste e comporta como mulher, quer faça programa ou não; alguns travestis implantam silicone nos seios e outras partes do corpo, mas ainda possuem pênis; o travesti que passou por cirurgia para retirar o pênis passa a ser transexual
trem de prata – pessoa intrometida
trepar – copular; transar
tribufu – ver trubufu
tricha – homossexual masculino mais que bicha; viado ao cubo
tromba – pênis grande
trombudo – aquele que tem pênis grande; pauzudo
truar – (CE) ferver
trubufu – mulher feia; o mesmo que jaburu (variante: tribufu)
trucão – aumentativo de truque
trucosa (PA) – bicha mentirosa.
trufa – (SP) o mesmo que cafuçu
truque – 1 enganação; enrolação; 2 coisa falsa
truqueiro – aquele que dá truque
truta – amigo
tudo – (interjeição) muito bom! exemplo: bi, tudo!
turca marcada – pessoa briguenta e desprezível
turvo – pessoa ou momento estranho; pessoa de procedência ou situação consequência duvidosa; exemplos: Aquela mona é turva (quando a mona não é do bem); Tô turva hoje ou Fiquei turva (em relação a determinado acontecimento); Essa história está meio turva (quando o babado esta mal contado)

U
uma thurman – galera; pessoal; gangue; moçada; rapaziada; trupe; exemplo: vou sair com umma thurman nova.
uó – (do bajubá) algo ou alguém ruim, feio, desagradável, desprezível, errado, equivocado.
urso – homossexual com excesso de peso e de pêlos; bicha gorda e peluda.
úrsula – (SP) bicha que compra em lugar barato mas diz que foi em local caro; exemplo: compra artigos paraguaios na 25 de Março e diz que é tudo do Shopping Iguatemi.

V
vaca de presépio – 1 pessoa muda ou de pouca fala, quase sem ação; 2 pessoa bonita que serve para decorar o ambiente.
vagaba – mulher, hetero ou lésbica, de comportamento sexual promíscuo; piranha.
vagina – órgão sexual feminino; amapoa; aranha; buça; buceta; cona; gogóia; grilinha; lalaia; mapô; pacoteira; perseguida; piriquita; pomba (2); precheca; racha; tabaco; tcheca; vulva; xana; xavasca; xibiu; xoxota; durante a inquisição a igreja empregava os termos natura, assim como vaso natural.
velcro – 1 o mesmo que carpete; pêlos pubianos da mulher; 2 ato sexual lésbico.
veneno – substância produzida por pessoas venenosas; palavras ou atos malignos dessas pessoas.
venenosa – pessoa que fala mal de algo ou alguém, ou que faz intriga.
vera boiola – bicha emergente.
viadagem – ação ou modos de efeminado; o mesmo que bichice
viadeiro – coletivo de viado.
via ápia – famoso e tradicional local de pegação gay na região central do Rio de Janeiro, mais freqüentado por garotos de programa oferecendo seus serviços.
viadeiro – coletivo de viad.
viado – homossexual masculino; gay.
vip – viado impossibilitado de pagar.
vitaminada – pessoa robusta, bonita.
vudu – energia negativa.
vuduzar – torcer para que algo não dê certo; envuduzar.

W
watusi – mulher-bicha poderosa.
wonder woman – bicha multimídia performática e iluminada.

X
xana – vagina.
xavasca – vagina; xana.
xaxé – (do bajubá) cocaína
.xepa – 1. termo utilizado quando você conhece alguém quase pela manhã em uma boate. Ex.: “Conheci fulano na xepa”. 2. Bicha feia.
xepó – (do bajubá) cafona; brega.
xereca – vulva; vagina.
xibiu – vagina; buceta.
xibungo – bicha.
xoronga (MG) – vagina.
xoxação – (SP) o ato de xoxar.
xoxar – 1 (SP) falar mal de alguém ou de alguma coisa; debochar; 2 (BA) comer alguém, transando.
xoxota – vagina.
xuletinha (MG) – 1. vagina com um gostinho especial; 2. lésbica nova no pedaço; 3. vagina de adolescente.
xuruca – (SP) variante de mixuruca.
xuxu – ver chuchu.

Y
yara – (NE) maconha.
ypsilon – ato sexual entre duas pessoas que transam em posição invertida e de pernas abertas.

Z
zen-bundista – o mesmo que zen-putista: pessoa que passa a imagem de calma e equilibrada, mas na surdina é chegada numa safadeza.
zen-putista – pessoa zen da boca pra fora, mas na intimidade é só sexo; zen-bundista.
zé mané – bobo; otário.
zola – apelido de bicha na internet, utilizado de forma pejorativa.
zoiúda – que tem os olhos grandes; invejosa.
zoraide – bicha metida a clarividente; esotérica.
zumbi – drogado demais; lesado.
zuzo bem – tudo bem de bêbado.

Facebook Comments