-PUBLICIDADE-

O ator e galã da Globo, Bruno Gagliasso está passando por uma situação meio complicada, após a descoberta de vários tweets considerados preconceituosos envolvendo homossexuais e mulheres, serem descobertos nas suas redes sociais.

Tudo começou após uma piada com o jogador Mbappé, onde antigos tweets preconceituosos do youtuber Júlio Cocielo foram descobertos por internautas, causando uma debandada de patrocinadores do canal do artista.

Em contra partida, o ator Bruno Gagliasso foi para o ataque e pediu boicote aos vídeos do rapaz, mas o que ele não esperara era que os seguidores do ator também encontrassem mensagens do global de teor preconceituoso envolvendo mulheres e homossexuais.

Vale lembrar que todos os posts do ator são de 2009.

Devido a isso, o galã começou a perder alguns patrocínios. O Banco Itaú, através do Twitter, informou que “não aceita qualquer tipo de preconceito e discriminação” e que “o ator citado não faz mais parte das campanhas ativas“.

Até o momento, outros cinco patrocinadores, como a Nextel Brasil, Renault Brasil, Listerine Brasil, Havaianas Brasil e Olympikus Brasil ainda não se posicionaram sobre o assunto.

Vale ressaltar que Bruno Gagliasso é um aliado da comunidade LGBT há muito tempo. Além de ter protagonizado o que teria sido o primeiro beijo gay na dramaturgia da Globo, em 2005 na novela América junto com o ator Erom Cordeiro, mas devido a alta cúpula de diretores da emissora da época, a cena foi vetada, o ator também já participou de inúmeras campanhas em prol da comunidade LGBT.

Em resposta às suas próprias mensagens, Gagliasso publicou nesta última quinta-feira (05), o seguinte pedido de desculpas:

Texto Marcus V. Xavier – Redator chefe

Facebook 

Instagram

Diz aí, o que achou?

-PUBLICIDADE-