-PUBLICIDADE-

a polêmica envolvendo o cantor evangélico André Valadão, irmão da cantora principal do grupo gospel “Diante do Trono”, Ana Paula Valadão, suscitou a ira de muita gente que apoia a diversidade. Desta vez, quem respondeu o cantor foi Gregory Rodrigues, também pastor e uma importante voz do movimento LGBT+.

“Fico me questionando porque usar o subterfúgio bíblico para se mostrar que estão corretos? Então, qual é o local destinado aos homosexuais? E toda a classe LGBTQIA quando eles quiserem responder a Deus? A Bíblia não proíbe de ser homoafetivo. Amar não é pecado”, explicou o pastor Gregory ao Estado de Minas.

Igreja é um hospital, não um tribunal de julgamentos. Eu me sinto violentado na minha fé e envergonhado por ver pessoas usando isso para ódio ao invés do amor. Eles se fingem portadores da moral e dos bons costumes e estão lotados de escândalos e mais escândalos”, afirma.

Na ocasião, André Valadão destacou que igreja não é lugar para gays. “Eles podem ir para um clube gay ou coisa assim, mas na igreja não dá. Esta prática não condiz com a vida da igreja. Tem muitos lugares que gays podem viver sem qualquer forma de constrangimento, mas na igreja é um lugar para quem quer viver princípios bíblicos”, disse.

Diz aí, o que achou?

-PUBLICIDADE-